Desde muito tempo, já se sabe que trocar letras na fala tem limite! Vale lembrar o tão famoso personagem de histórias em quadrinhos, “Cebolinha”, de Maurício Sousa. O Cebolinha apresentava uma troca constante de “r” por “l” nas palavras que pronunciava, e por vezes não era compreendido pelos outros personagens. Hoje em dia, a existência de erros na fala como os do Cebolinha, pode causar grande incômodo para as pessoas. Crianças e adolescentes podem ser alvo de “bullying” e então gerar prejuízos que vão além da falha na comunicação, como por exemplo, alterações psicológicas. Para isto, quanto mais precoce a intervenção fonoaudiológica, melhor o prognóstico. Muitos são os recursos da fonoaudiologia para tratar as trocas de letras, auxiliar na leitura e escrita. Procurem nossos profissionais especializados!