Tem como foco as atividades humanas comuns na vida diária, trabalho, atividades acadêmicas e lazer. As atividades são usadas, de forma sistematizada e especifica, como recursos terapêuticos para prevenir e tratar dificuldades que interfiram no desenvolvimento e independência do indivíduo, sejam estas decorrentes de transtornos psiquiátricos, neurológicos e do desenvolvimento.